você precisar ler o livro Me Ajude A Chorar

 livro Me Ajude A Chorar

você precisar ler o livro Me Ajude A Chorar
você precisar ler o livro Me Ajude A Chorar

Depois de títulos que refletiam momentos de sua vida pessoal, em ‘Me ajude a chorar’, Carpinejar, pela primeira vez, une textos sem um tema central. São crônicas com assuntos variados, mas com uma singularidade: a melancolia e a tristeza.

Sempre, obviamente, com a ironia característica. Um livro com sentimentos. Um livro à flor do osso. Carpinejar mostra a sua mais intensa fragilidade, provando que, na verdade, nesta terapia ou catarse literária, todos devem ser muito felizes para suportar a tristeza verdadeira.

‘Me ajude a chorar’ vai emocionar o leitor de maneira única. Dessa vez, Fabrício não fala a respeito de separação e relacionamentos, mas de temas mais gerais, mais coletivos, que buscam focar também em tragédias mínimas e pessoais, como o caso de uma senhora que estava para perder o marido e só desejava mais uma noite de conchinha com ele. Ela trocaria tudo na vida dela por esta noite.

PESO 0.50 Kg
EDITORA BERTRAND BRASIL
I.S.B.N. 9788528619522
ALTURA 23.00 cm
LARGURA 16.00 cm
PROFUNDIDADE 0.50 cm
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
CÓD. BARRAS 9788528619522
ANO DA EDIÇÃO 2014
AUTOR: Fabricio Carpinejar

Fabricio Carpinejar Biografia

Segundo Alcemar. É filho dos poetas Maria Carpi e Carlos Nejar. Após a separação dos pais, em 1981, passou a ser criado pela mãe.[1]
Ingressou em 1990 no curso de jornalismo, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde formou-se em 1995. Pela mesma instituição tornou-se mestre em Literatura Brasileira, em 2002.
Lançou As solas do sol, em 1998. A partir desse momento une seus sobrenomes e passa a assinar: Carpinejar.
Em 2003 publicou, pela editora Companhia das Letras, a antologia Caixa de sapatos, que lhe conferiu notoriedade nacional.
Mantém o blog Consultório Poético no portal Globo.com

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *