Sobre o “caso Marie Curie” – A Radioatividade e A Subversão do Gênero – Nova Ortografia

você já leu o livro Sobre o “caso Marie Curie” – A Radioatividade e A Subversão do Gênero – Nova Ortografia

Além de uma revisita a trajetórias na história das ciências – não só a de Marie Curie como a de sua rede familiar – a pesquisa se dedica também a mostrar a resistência, quase no sentido psicanalítico, que o mundo material opõe aos pesquisadores.

Sobre o "caso Marie Curie" - A Radioatividade e A Subversão do Gênero - Nova Ortografia
Sobre o “caso Marie Curie” – A Radioatividade e A Subversão do Gênero – Nova Ortografia

O caso do bóson propõe reflexão sobre relações com esse universo. No entanto, é difícil resistir à metáfora sobre o empreendimento de Marie Curie e o que Gabriel chama de ‘subversão do gênero’ – é como se as resistências materiais encontradas em sua pesquisa sobre a radioatividade correspondessem, de alguma maneira, às resistências encontradas por ela, como cientista mulher, no seu campo de estudos – e nas suas relações pessoais.

Além disso, numa França dividida pelo Processo Dreyfus, a questão da ‘raça’ se intromete na questão de gênero e mostra até que ponto elas aparecem sempre historicamente imbricadas.

saiba mais sobre o autor

Possui graduação em Ciências Sociais pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (2005), mestrado em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (2009) e doutorado em Ciência Social (Antropologia Social) também pela Universidade de São Paulo (2015). Atualmente é professor de antropologia na Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em teoria antropológica, atuando principalmente nos seguintes temas: política, ciência e poder. (Fonte: Currículo Lattes)

PESO 0.33 Kg
EDITORA Alameda Casa Editorial
I.S.B.N. 9788579391569
ALTURA 21.00 cm
LARGURA 14.00 cm
PROFUNDIDADE 1.00 cm
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
CÓD. BARRAS 9788579391569
NÚMERO DA EDIÇÃO 1
ANO DA EDIÇÃO 2012
AUTOR Pugliese, Gabriel

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *