Livro Maria Padilha – Rainha de Todas As Giras – leia ainda hoje

Você já leu livro Maria Padilha – Rainha de Todas As Giras

No começo, Maria Padilha era apenas um nome nas fórmulas mágicas das feiticeiras da Europa. Mas no Brasil, com o passar do tempo, foi-se criando o ambiente certo para que ela se mostrasse em toda a sua glória. Ou, como se diz por aqui, para que “desse a volta por cima”, saindo vitoriosa de todas as intrigas de que fora vítima, e fazendo da calúnia a sua força: feiticeira, sim, sedutora, sim, mas Rainha de todas elas! Maria Padilha veio com as bruxas e os adivinhos condenados ao degredo pela Inquisição.

Livro Maria Padilha - Rainha de Todas As Giras - leia ainda hoje
Livro Maria Padilha – Rainha de Todas As Giras – leia ainda hoje

Era invocada para encontrar pessoas e recuperar bens perdidos, descobrir tesouros e denunciar ladrões, realizar curas e conquistar amantes, destruir inimigos e fazer casamentos. Assim como já era em Portugal, a poderosa Maria Padilha logo se tornou um dos nomes mais chamados nas rezas e feitiçarias brasileiras. Este livro fará você conhecer melhor as histórias dessa Rainha e suas oferendas para conquistas de amor!

Saiba mais sobre Maria Padilha Cigana

Nome que significa Rainha do Fogo, Maria Padilha já teve várias encarnações na Terra, e a última delas foi em Ilhéus na Bahia. Nesta sua última encarnação, ela era uma espanhola que veio para o Brasil morar em Ilhéus na Bahia e foi morta na porta de um cabaré. Todos os homens que ela teve, em cada uma das encarnações, num total de sete, estão com ela na espiritualidade.

Entre mitos mais variantes que revelam alguma qualidade a característica especial desta mulher, o que servirá nos terreiros como apoio é o segundo nome que acompanhará o primeiro. Recebe outros apoios que alguns podem pensar que se trata de outra Pombagira, mas na realidade é ela: “Rainha dos Infernos”, “Rainha do Candomblé”, “Rainha das Marias”, “Rainha das Facas”, “Mulher de Lucifer”, “Rainha da Malandragem”, “Rainha dos Ciganos”, etc. Em cada lugar lhe dão diferentes sobrenomes, que na realidade busca elogiar a entidade e transmitir uma maior intimidade.

Pomba Gira Maria Padilha é conhecida por sua eficiência e rapidez, e está entre as mais populares das Pombagiras. Às vezes ela é chamada de “rainha sem coroa”, e isso certamente se refere à Maria histórica, que era a rainha do coração de D. Pedro, mas negou que as suas propostas repetidas para o casamento,preferindo a sua independência durante sua estada na corte. Este também descreve um certo tipo de mulher, aquele que exige respeito, e cujo comportamento é real, mesmo se ela é pobre ou da classe trabalhadora. Maria também é um exemplo perfeito de como “espíritos novos” nascem: lendas cresceram em torno da mulher real, que tinha uma reputação de feiticeira, e dentro de cem anos, as bruxas em Espanha e Portugal estavam usando seu nome e chamando seu espírito para ajudar los em suas magias.

PESO 0.14 Kg
EDITORA Pallas
I.S.B.N. 9788534705356
ALTURA 17.00 cm
LARGURA 12.00 cm
PROFUNDIDADE 1.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 160
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
CÓD. BARRAS 9788534705356
NÚMERO DA EDIÇÃO 1
ANO DA EDIÇÃO 2015

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *