Livro Diários da Presidência (1997-1998) – leia ainda hoje

Você já leu o livro Diários da Presidência (1997-1998)

Os bastidores da emenda da reeleição, crises internacionais e pressões especulativas contra a moeda brasileira, indecisões de fundo quanto à política cambial, a morte de dois fiéis escudeiros, supostos “escândalos” e chantagens. Neste volume de seus diários (1997-1998), Fernando Henrique Cardoso registra alguns dos maiores desafios — tanto políticos quanto macroeconômicos — de seus anos no poder e transmite ao leitor a sensação palpável do áspero cotidiano presidencial.

Livro Diários da Presidência (1997-1998) - leia ainda hoje
Livro Diários da Presidência (1997-1998) – leia ainda hoje

Em meio à tenaz batalha para a implementação de reformas modernizadoras, tendo por aliados setores arcaicos do país ante a impossibilidade de acordo com a esquerda tradicional, o então presidente encontra tempo para reflexões premonitórias sobre o jogo de forças da política brasileira. Leitura indispensável para a compreensão do país hoje.

saiba mais sobre o autor

Fernando Henrique Cardoso, também conhecido como FHC (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1931), é umsociólogo, cientista político, professor universitário, escritor e político brasileiro. Foi o trigésimo quartopresidente da República Federativa do Brasil entre 1995 a 2003. Natural da cidade do Rio de Janeiro, mudou-se com sua família para a cidade de São Paulo, onde se casou em 1953 com a antropóloga e sua colega de faculdade Ruth Vilaça Correia Leite, com quem teve três filhos. Fernando Henrique graduou-se em sociologia pela Universidade de São Paulo e mais tarde tornou-se professor emérito daquela universidade. Foi perseguido depois do golpe militar de 1964, exilando-se no Chile e na França, voltando ao Brasil em 1968. Lecionou em universidades estrangeiras e desenvolveu uma importante carreira acadêmica, tendo produzido diversos estudos sociais premiados.

Fernando Henrique coordenou a elaboração da plataforma eleitoral do Movimento Democrático Brasileiro(MDB). Em 1978, inicia sua carreira política. Naquele ano, concorreu ao Senado Federal, elegendo-se suplente de Franco Montoro. Após a eleição deste para o governo do estado de São Paulo, assume sua cadeira no senado em março de 1983. Participou da campanha das Diretas Já, contribuindo para que não houvesse radicalização política durante a transição para a democracia. Foi derrotado por Jânio Quadros em1985 para prefeito de São Paulo e reelege-se senador um ano depois. Torna-se um dos principais líderes nacionais do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Juntamente com outros dissidentes do partido, ajudou a fundar o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em 1988. Após o impeachmentde Fernando Collor, contribuiu para a transição pacífica para o governo de Itamar Franco, de quem foiministro das Relações Exteriores e ministro da Fazenda. Neste cargo, chefiou a elaboração do Plano Real, que acabou com a hiperinflação e estabilizou a economia. Com a ajuda do sucesso do plano, foi eleito Presidente da República no primeiro turno da eleição de 1994.

PESO 1.49 Kg
EDITORA Companhia Das Letras
I.S.B.N. 9788535927214
ALTURA 23.00 cm
LARGURA 16.00 cm
PROFUNDIDADE 5.80 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 1000
IDIOMA Português
ACABAMENTO Flexível
CÓD. BARRAS 9788535927214
NÚMERO DA EDIÇÃO 1
ANO DA EDIÇÃO 2016
AUTOR Cardoso, Fernando Henrique

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *