Livro Dado Villa-Lobos – Memórias de Um Legionário

você já leu o livro Dado Villa-Lobos – Memórias de Um Legionário

Trinta anos após o lançamento do seu primeiro disco, a lendária banda Legião Urbana tem a sua história e seus bastidores pela primeira vez contada por um de seus integrantes, o guitarrista Dado Villa-Lobos, também compositor e produtor.

Livro Dado Villa-Lobos - Memórias de Um Legionário
Livro Dado Villa-Lobos – Memórias de Um Legionário

‘Memórias de um legionário’ é tudo aquilo que um fã ou mesmo um apreciador de biografias sonharia em encontrar em um livro.

Relembrando a sua própria trajetória como o guitarrista da banda que, mesmo após 15 anos do seu final, ainda era a terceira que mais vendia discos da gravadora EMI no mundo, Dado, juntamente com os historiadores Felipe Demier e Romulo Mattos, dá detalhes instigantes.

Ele, que ingressou na Legião Urbana em 1983, convidado por Renato Russo e Marcelo Bonfá, recorda, por exemplo, shows em que o público se rebelava e criava um caos, jogando pequenas bombas no palco. Para garantir a identidade e sinergia com os fãs e com a história da banda, a capa do livro foi criada pela mesma designer que produzia as capas dos discos da Legião Urbana, Maria Fernanda Villa-Lobos.

Vale a pena ler e esmiuçar, através de seu guitarrista, a história dessa banda de trajetória intensa e genial, que, apesar de ter encerrado suas atividades em 1996, continua cultuada e venerada por fãs de diferentes gerações e é considerada a melhor banda brasileira de todos os tempos.

Saiba mais sobre o autor
Eduardo Dutra Villa-Lobos
, conhecido artisticamente por Dado Villa-Lobos (Bruxelas, 29 de junho de 1965), é um músico brasileiro nascido na Bélgica, mais conhecido por seu trabalho como guitarrista na banda de rockbrasiliense Legião Urbana, e também por ser sobrinho-neto do compositor clássico Heitor Villa-Lobos.

Dado Villa-Lobos, filho do diplomata Jaime Villa-Lobos, teve contato com a música desde o nascimento, já que seu pai tocava piano clássico. Acompanhando as mudanças de país que o emprego de seu pai exigia, Dado morou em Montevidéu até 1971, ano em que veio pela primeira vez ao Brasil, tendo uma passagem breve porBrasília e Rio de Janeiro, onde moravam seus avós. Em 1975 seu pai foi enviado novamente para fora do Brasil, desta vez para Paris, permanecendo até 1979. Na capital francesa, Dado se divertia praticando furtos de motocicletas e objetos de valor. Foi com o furto de um relógio que ele comprou uma de suas primeiras guitarras. Ele mesmo se definia como um delinquente juvenil.

PESO 0.39 Kg
EDITORA Mauad
I.S.B.N. 9788574786858
ALTURA 23.00 cm
LARGURA 15.50 cm
PROFUNDIDADE 2.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 256
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
CÓD. BARRAS 9788574786858
NÚMERO DA EDIÇÃO 1
ANO DA EDIÇÃO 2015
AUTOR Villa-Lobos, Dado; Demier, Felipe; Mattos , Romulo

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *