Livro Amiga, Deixa de Ser Trouxa! – o Manual Relacionamentos da Diva Depressão

Você já leu o livro Amiga, Deixa de Ser Trouxa! – o Manual Relacionamentos da Diva Depressão

Diva Depressão vai ensinar todo o passo a passo sobre o mundo dos relacionamentos, seja apenas aquela pegada básica por trás da mesa do chefe ou um pedido de casamento com direito a jantar cafona à luz de velas. Que tipo de homem combina com você? O que usar no primeiro encontro? Levou um pé na bunda e passou todo o fim de semana sentada no sofá assistindo comédia romântica e tomando sorvete e não sabe mais o que fazer da sua vida?

Livro Amiga, Deixa de Ser Trouxa! - o Manual Relacionamentos da Diva Depressão
Livro Amiga, Deixa de Ser Trouxa! – o Manual Relacionamentos da Diva Depressão

Diva discute com muito veneno todas essas situações problemáticas que uma pilha de roupas para passar poderia resolver, mas como nós, mulheres, não somos obrigadas, é melhor ler este livro, assim podemos ao menos pagar de cultas.

saiba mais sobre o autor

Felipe Daudt de Oliveira, ou Felipe D’Oliveira (Santa Maria, 23 de agosto de 1890 — Paris, 17 de fevereiro de 1933) foi um poeta, jornalista, farmacêutico,empresário, esportista e escritor brasileiro.

Filho do pernambucano Filipe Alves de Oliveira e de Maria Adelaide Daudt, seu pai foi assassinado em conflitos políticos da cidade, antes de seu nascimento. Seu tio, João Daudt Filho, auxiliou na sua educação, e o iniciou no mundo dos negócios. Em 1908, formou-se farmacêutico, pela Faculdade Livre deMedicina e Farmácia, em Porto Alegre e passou a auxiliar o tio, na Daudt, Oliveira & Cia., que se transferiu para o Rio de Janeiro.[1]

Na época, colaborava para vários periódicos, entre os quais, o jornal Correio do Povo, Revista Fon-Fon (publicando com seu próprio nome ou com opseudônimo Gavarni) e Gazeta de Notícias. Também já integrava o Grupo dos Sete, difusor do Simbolismo no Rio Grande do Sul. Seu primeiro livro de poesia,Vida Extinta, foi publicado em 1911; o segundo, Lanterna Verde saiu apenas em 1926. Escreveu também para a revista Ilustração Brasileira, publicada por seu amigo Álvaro Moreyra.

Em 1930 integrou o grupo Tríade Indissolúvel, com seu irmão João Daudt de Oliveira e com João Neves da Fontoura, no trabalho para a vitória da Aliança Liberal. Tem o seu poema Magnificat citado, em virtude do sentimento de continentalidade americana, na conferência Poesia Moderníssima do Brasil, pronunciada na Faculdade de Letras de Coimbra pelo professor da Cadeira de Estudos Brasileiros, Dr. Manuel de Sousa Pinto. Esta conferência foi publicada no Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, domingo, 11 de janeiro de 1931, página 3.

Em 1932, apoiou a Revolução Constitucionalista, mesmo estando no Rio de Janeiro, pelo qual foi frequentemente procurado pela polícia, sem sucesso. Em12 de outubro, após ter se asilado em uma embaixada, foi para o exílio na França.

 

PESO 0.18 Kg
EDITORA Matrix
I.S.B.N. 9788582301951
ALTURA 21.00 cm
LARGURA 14.00 cm
PROFUNDIDADE 1.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 144
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
CÓD. BARRAS 9788582301951
NÚMERO DA EDIÇÃO 1
ANO DA EDIÇÃO 2015
AUTOR Camargo, Eduardo; Oliveira, Filipe

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *