fim

Livro No Fim, o Início – Breve Tratado Sobre a Esperança – leia ainda hoje

Você já leu o livro No Fim, o Início – Breve Tratado Sobre a Esperança

Jürgen Moltmann coloca no centro deste pequeno tratado da esperança os três inícios de nossa vida: nascimento, renascimento, ressurreição.

A primeira parte é dedicada à reflexão sobre o milagre do início da vida, que desemboca na seguinte questão: seriam as perspectivas de futuro responsáveis pelo rejuvenescimento do ser humano, independentemente de sua idade contabilizada em anos de vida? Na segunda parte o autor se interroga sobre a esperança que torna possível a vida na realidade fragmentária da existência, apesar do fracasso dos projetos de vida e diante da própria culpa. Existe vida após a morte?

O que nos espera? Existe comunhão entre vivos e mortos? O que significa luto e em que consiste o consolo? Estas são as questões da terceira parte. Moltmann destaca as assim chamadas ”últimas coisas”, não como discurso teológico abstrato, mas como discurso especificamente direcionado para a vida humana individual.

saiba mais sobre o autor

Nascido em uma família que ele descreve como “secular” (seu pai era grande mestre pedreiro). Ele queria começar seus estudos universitários em matemática e física, mas foi surpreendido pelo início da Segunda Guerra Mundial e entrou para a Força Aérea Auxiliar, onde ele foi forçado a se alistar no Exército em 1944. Em 1945 rendeu o primeiro soldado Inglês viu em uma floresta, sem disparar um único tiro.

Durante os anos (1945-1948) seguintes foi um dos muitos prisioneiros alemães jovens de guerra em um campo da Bélgica. Lá, ao lado de um grupo de prisioneiros, ela disse ter perdido toda a esperança na cultura germânica como resultado de Auschwitz, Buchenwald e de outros campos de extermínio nazistas. Moltamnn foi dedicada à distribuição de clandestinamente fotos desses campos para educar seus pares.

Ainda no campo, um capelão americano deu um pequeno exemplar do Novo Testamento e do Livro dos Salmos. Ele se juntou a um grupo de cristãos, sentindo-se cada vez mais indentificado com a fé cristã. Ele próprio irá proclamar anos mais tarde: “Eu não encontrou Cristo, foi ele que me encontrou.”

Ele se mudou para a Escócia, trabalhou com outros compatriotas na reconstrução de áreas danificadas pelos bombardeios. A hospitalidade dos residentes para com os prisioneiros deixou uma profunda impressão. Em outro campo, perto de Nottingham, ele se reuniu com muitos estudantes de teologia. Não leu seu primeiro livro de teologia: A natureza eo destino do homem, de Niebuhr, que marcou decisivamente.

No caminho de volta a Hamburgo, a cidade foi encontrado em ruínas, como o resto do país. Imediatamente, Moltmann afirmou que o dever de teologia para alcançar os “sobreviventes da nossa geração”, seguindo o exemplo da “Igreja Confessante”, a criação de novas estruturas, mas estava desapontado, como muitos outros, vendo que tentou esquecer completamente a período nazista e as estruturas foram repetidos de acordo com modelos de antes da guerra.

MARCA Loyola
I.S.B.N. 9788515033263
REFERÊNCIA 9206
ALTURA 20.70 cm
LARGURA 13.60 cm
PROFUNDIDADE 1.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 208
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
PESO 0.240 Kg
CÓD. BARRAS 9788515033263
PAÍS DE ORIGEM Brasil

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *