matar

Livro Matar Nossos Deuses – Em que Deus Acreditar ? – leia ainda hoje

Você já leu o livro Matar Nossos Deuses – Em que Deus Acreditar ?

Uma mudança no imaginário coletivo em relação às formas de representação divinas é o que propõe o autor dessa obra, para que sejam abolidas as imagens negativas de Deus, que causam o empobrecimento da espiritualidade.

Livro Matar Nossos Deuses - Em que Deus Acreditar ? - leia ainda hoje
Livro Matar Nossos Deuses – Em que Deus Acreditar ? – leia ainda hoje

A visão de um deus policial e punidor é contraposta ao Deus do amor, que dá liberdade para a ação espontânea dos homens. A opinião de que Deus não interfere, não faz milagres, mas ampara, compreende e apóia seus filhos é enfatizada. Essa é a visão que o autor deseja que se tenha de Deus, o Deus dos evangelhos, o Deus de Jesus.

saiba mais sobre o autor

osé María Mardones nasceu em 14 de Novembro de 1943 em Zalla (Vizcaya). Ele logo sentiu a vocação religiosa e se tornou um irmão marista. Ele foi estudar na Alemanha, onde trabalhou com o maior: J. Moltmann e W. Kasper. Apesar de que mais o influenciou foi o filósofo José da Apple, morreu prematuramente. Ele estava muito interessado pela Escola de Frankfurt, na qual ele escreveu dois livros especializados que ainda são referência obrigatória para os estudiosos.

Ele dedicou sua vida à Filosofia e Sociologia da Religião, ambos da Universidade do País Basco, onde lecionou, como no Conselho Superior de Investigação Científica, onde trabalhou com intensidade total. Como seu amigo diz, teólogo Xavier Pikaza “, sua vida estava centrada em três frentes:. Investigação e ensino, de publicações e de uma pastoral directa em diversos grupos e comunidades”
Porque Mardones sempre foi um teórico com raízes práxicas. Na verdade, quando ele voltou da Alemanha, fundou com outros Basco Marista, como Loidi Patxi Pedro Olalde e da Sociedade de Vida Apostólica Fé e Justiça. Foi, portanto, um votos privados religiosa de direito diocesano, que dependia do bispado de Bilbao.

Como pensador é uma referência constante nas últimas décadas da Igreja espanhola. Um filósofo séria, profunda, mas livre. Ele analisou o fenômeno religioso com coragem completo. E foi um dos poucos que se atreveram a dizer aos bispos que ele pensava cara a cara. Com autoridade, porque era o melhor estudou o fenômeno da religião na sociedade de hoje. Com tais livros importantes como pós-modernismo e do cristianismo, capitalismo e religião ou fé e política.

Mas talvez sua obra mais fértil era sua própria vida, com base em uma espiritualidade profunda, que soube transmitir uma enorme proximidade. Ele era um grande orador, sempre muito procurados, mas teve em todo o ministério da palavra com grande dedicação e muito carisma em diferentes grupos religiosos Madrid e México. Eu costumava dar palestras e retiros dirigidos, retiros e exercícios espirituais em todo o país.

Deixar um livro inacabado, já intitulado As novas imagens de Deus. Porque uma das coisas que lhe interessavam, como seu parceiro de conta Pedro Olalde, foi a ideia de um Deus terrível. “Deus é um Pai com terna misericórdia. Não mais nefasto do que uma má imagem de Deus coisa “, ele diria. Ele acrescentou: “Por trás de muitos conflitos humanos e psicológicos subjacentes um problema religioso.”
Ele morreu em junho de 2006, aos 62 anos de idade

MARCA Ave – Maria
I.S.B.N. 9788527612357
REFERÊNCIA .
ALTURA 21.00 cm
LARGURA 14.00 cm
PROFUNDIDADE 1.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 270
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
PESO 0.440 Kg
CÓD. BARRAS 9788527612357
PAÍS DE ORIGEM Brasil

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *