poemas

Livro Poemas Negros – leia ainda hoje

Você já leu o livro Poemas Negros

Esta seleção permite um olhar panorâmico sobre a diversificada obra de Jorge de Lima, poeta que percorreu de forma única os caminhos da poesia brasileira — do início parnasiano, passando pelo verso livre, as experimentações com o soneto, até a épica-lírica de Invenção de Orfeu.

O ritmo e a capacidade de evocar imagens são marcantes na obra do poeta. Mas não se pode esquecer seu profundo senso de responsabilidade humana: o olhar atento para a realidade do povo, do negro e da desigualdade social.

Outro aspecto importante é a densidade mística, resultante de uma forte religiosidade. Por trás da complexidade de seus versos, revela-se uma poesia absolutamente singular e sedutora.

saiba mais sobre o autor

Jorge de Lima (1895-1953) foi um poeta brasileiro. Fez parte do Segundo Tempo Modernista. É autor de vasta obra poética, que oscila entre o formalismo, o misticismo, as recordações da infância e a figura do negro.

Jorge de Lima (1895-1953) nasceu em União dos Palmares, Alagoas, no dia 23 de abril de 1895. Filho de senhor de engenho, mudou-se para Maceió, em 1902. Estudou no Colégio Diocesano de Alagoas. Com apenas 17 anos, escreveu o poema “Acendedor de Lampiões”. Estudou Medicina no Rio de Janeiro. Em 1914 publicou “XIV Versos Alexandrinos”, que foi sua estreia no mundo literário. Em 1919, retornou a Maceió, onde exerceu a profissão e dedicou-se à política.

A carreira poética de Jorge de Lima foi múltipla, iniciou-se no Movimento Parnasiano, e no final da década de 20 acercou-se de técnicas do Modernismo, em especial do verso livre. Reuniu as várias fases em seu poema, a epopeia barroco-surrealista “Invenção de Orfeu”.

Jorge de Lima sintonizava-se com as proposições “regionalistas” de alguns intelectuais nordestinos, chefiados por Gilberto Freyre, daí a fase nordestina do poeta, caracterizada por uma produção literária focada na realidade existencial, cultural e histórica do povo do Nordeste. A valorização do misticismo nordestino o aproximou do catolicismo. Publica a biografia “Anchieta”, “O Anjo” e “Tempos de Eternidade”. O autor explora também a cultura negra, em seus ritos e costumes.

MARCA Alfaguara / Objetiva
I.S.B.N. 9788556520166
REFERÊNCIA 9788556520166
ALTURA 18.00 cm
LARGURA 12.50 cm
PROFUNDIDADE 1.60 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 264
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura
PESO 0.250 Kg
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA Livre para todos os públicos
CÓD. BARRAS 9788556520166

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *